Como criar uma estratégia de conteúdo para o seu site

Uma estratégia de conteúdo desenvolvida para um site ou para um blog faz parte do que é chamado de marketing de conteúdo. Todavia, ao contrário do que muitas pessoas pensam, essa área do marketing digital vai muito além de simplesmente criar postagens e materiais. Isso porque as estratégias de conteúdo precisam seguir três características principais: direcionamento, estratégia e objetivo. Nesse sentido, o texto abordará o que é uma estratégia de conteúdo, qual é o seu impacto para as empresas e quais são as principais estratégias utilizadas.

Mas, afinal: o que é uma estratégia de conteúdo?

O marketing de conteúdo consiste, basicamente, na produção de conteúdos vistos como relevantes ou interessantes por parte de usuários da internet. Tais conteúdos fazem com que um determinado site receba uma relevância maior dentro de ferramentas de busca tais como o Google e o Bing. A ideia principal dessa ação é gerar valor para um site ou para a empresa responsável. 

Portanto, como dito anteriormente, essas estratégias são direcionadas, já que o ponto principal dela é atrair pessoas para conhecer coisas novas. Em caso de empresas que produzem conteúdos em sites, essa ação permite que seja criada uma aproximação saudável entre marcas e clientes, já que elas satisfazem as necessidades dos consumidores antes que estes tenham dúvidas.

Uma característica interessante do marketing de conteúdo realizado online é que ele possibilita que os resultados sejam mensurados. Ou seja, uma empresa que produz textos sobre tratamento de água e efluentes pode verificar um aumento na procura pelo site ou pelos seus serviços após iniciar o processo de geração de conteúdos.

Dessa maneira, um site, por exemplo, que produz textos sobre sustentabilidade ambiental pode abordar uma série de assuntos relacionados com essa questão, tal como o tratamento de resíduos industriais. Com isso, verifica-se que os conteúdos podem ser publicados tanto por sites de empresas quanto por produtores de conteúdo individuais.

As técnicas de SEO e as estratégias de conteúdo

O SEO (Search Engine Optimization, ou, em português, “otimização de ferramentas de busca”) refere-se a todos os fatores que são utilizados pelos sites de buscadores para ranquear e organizar o modo como conteúdos relacionados a um determinado assunto aparecem para um usuário quando este realiza uma pesquisa. Dessa maneira, um site pode ficar muito mais em evidência quando ele costuma produzir conteúdos de qualidade, capazes de atrair bastantes visualizações. Além disso, muitos conteúdos podem possuir um teor mais informativo, o que exige que os assuntos abordados precisem ser mais especializados. Esse é o caso de conteúdos que dissertam a respeito dos serviços de assessoria ambiental, por exemplo, já que eles abordam algo de caráter mais técnico e profissional.

Sabendo sobre o propósito das estratégias de conteúdo, é possível abordar sobre como essas estratégias podem ser colocadas em prática. Antes de tudo: encontrando a sua persona. Encontrar a persona de uma empresa ou dos visitantes de um site é um passo essencial para ter consciência sobre quais são os tipos de conteúdos que precisam ser realizados e para quem.

A persona pode ser explicada como sendo um perfil inventado do que seria um cliente ou um visitante ideal de um site. E, ao dizer perfil, quer dizer que a persona possui nome, idade, entre outras características pessoais que vão além de informações superficiais. Por essa razão, o termo “persona” possui a mesma raiz da palavra “personagem”, sendo que tal analogia é totalmente compreensível.

A definição de uma persona só pode ocorrer após uma análise quantitativa e qualitativa de dados individuais e profundos sobre o comportamento racional e emocional de visitantes e compradores potenciais. Com isso, tendo a persona pronta, um site pode gerar conteúdos que obtêm um nível alto de engajamento e de conversão de leads para empresas. Neste último caso, refere-se à ação de transformar uma pessoa desconhecida em um comprador potencial de um produto. Uma ação baseada em uma persona evita que investimentos em anúncios sejam desperdiçados, até porque, mesmo tendo uma grande propaganda, um conteúdo ou um produto só irá ser notado caso seja de qualidade e agradável.

Portanto, uma persona pode ser definida não só com as informações básicas contidas em uma análise de público-alvo (como faixa etária, classe social, gênero, localização geográfica), mas também com dados mais profundos que utilizam característica únicas das pessoas, tais como:

  • Os gostos
  • Os interesses
  • Os sonhos
  • Com o que as pessoas trabalham
  • Entre outros dados

Assim, montando-se uma persona para um site hipotético que produz conteúdos sobre remediação de áreas contaminadas, têm-se:

Persona: Marina, 25 anos. Moradora da capital de São Paulo. Estudante de engenharia química. É vegana e gosta de ver conteúdos sobre práticas sustentáveis no Instagram. Aos finais de semana, gosta de passear em parques e fazer trilhas. Atua como ativista em movimentos ambientais. Trabalha como estagiária em uma empresa que realiza estudo de impacto ambiental.

A importância do conteúdo visual

Não é de hoje que se sabe que os conteúdos visuais são muito mais atraentes aos olhos do que um texto corrido, já que este exige um tempo de processamento maior do que as imagens. Estas, por sua vez, quando colocadas no começo de um texto, atraem a atenção do leitor, o qual, em seguida, irá direcionar o seu olhar para o título de um artigo. Assim, o usuário, nesse momento, decide se continuará lendo ou não: mas metade do caminho já foi andado. Isso decorre do fato de que as figuras e imagens possuem um apelo emocional capaz de despertar sensações. 

Um exemplo de ação visual que pode ser feita é: em um artigo que fala a respeito do estudo de viabilidade ambiental, pode-se utilizar uma imagem que remete à ação de realizar estudos, como pessoas em um escritório conversando e carregando papéis. A comunicação visual ficaria ainda melhor com um fundo atrás dessas pessoas composto por árvores, remetendo à questão ambiental.

Como compartilhar conteúdos adequadamente

Uma das maiores questões sobre a publicação de conteúdos em várias redes e mídias, bem como em plataformas virtuais, é como e onde publicar. É importante frisar que nem todos veículos de postagens de conteúdos são adequados para todos os casos. Por isso, por exemplo, um site de venda de sucata que deseja compartilhar seus artigos em redes sociais deve ter em mente que esse texto pode não ser acessível em certas plataformas. O Twitter, por exemplo, não é o local mais apropriado para se realizar postagens de textos longos. No máximo, esta rede social pode ser usada para realizar chamadas seguidas de links (curtos de preferência, para caber no post) direcionados ao site. Já no caso de vídeos longos, indica-se a publicação em redes como o Facebook e o YouTube, visto que outras plataformas, como o Instagram, só suportam vídeos curtos em seu feed.

Portanto, a postagem de conteúdos deve obedecer às restrições de cada plataforma utilizada para que o engajamento seja feito de maneira profissional.

Testando as redes sociais

Às vezes, dependendo do tipo de conteúdos que são publicados, o engajamento pode não ser o suficiente independente do que a empresa ou o site faça. Em momentos assim, é preciso medir os esforços empreendidos no compartilhamento de conteúdos para que energia e dinheiro não sejam gastos em vão.

Sendo assim, o ideal é que um site faça testes: durante um certo período de tempo, os produtores de conteúdo vão verificando qual é o retorno que uma mesma publicação está trazendo em várias plataformas diferentes. Assim, ao verificar o local que não está oferecendo um retorno satisfatório, talvez seja o momento de focar as atenções em outra plataforma que pode possuir um potencial maior.

Porque apostar em um calendário de conteúdos

O planejamento com antecedência do que será postado é uma parte essencial para a criação de uma estratégia de conteúdo de qualidade. Nesse sentido, é importante ter em mãos um calendário de publicações, já que, caso contrário, a pessoa que publica estará apenas tomando decisões aleatórias, sem ter uma noção a respeito do panorama geral.

Criar um calendário permite que um site possa economizar mais tempo no futuro procurando conteúdos sobre o que falar ou compartilhar. Isso pode ocorrer com conteúdos sobre a reutilização de aparas de papel. O site responsável pelas postagens pode criar um calendário para manter o fluxo de publicações constantes e planejadas antecipadamente.

Com isso, tendo em vista os assuntos abordados acima, verifica-se que a estratégia de conteúdo como ser uma ferramenta de suma importância para um site, contanto que seja feita da maneira correta. Isso permite que os visualizadores não percam o interesse no que está sendo produzido, permitindo uma melhoria da imagem de uma empresa perante a sociedade.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Gostou do artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
Guia de Investimento

Guia de Investimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou?

Junte-se às mais de 2 mil pessoas que acompanham as novidades no mundo do design e desenvolvimento web!