Por que ter um site e qual o tipo que precisa

“Todo mundo precisa ter um site”.

Escuto essa frase há mais ou menos uns 10 anos, mas será que é realmente necessário?

Olha só:

Nem todo mundo precisa ter um website, somente quem deseja utilizar da web para trabalhar sua marca – seja essa marca pessoal ou da empresa.

Ter uma página no Facebook ou LinkedIn pode te ajudar bastante, mas a primeira lição de qualquer curso de marketing digital é bem clara:

Não construa todo seu império em terra alugada!

Podemos e devemos utilizar de mídias sociais ou outros websites para crescer nossos negócios. Porém, qualquer um desses serviços pode – de uma hora pra outra – mudar um algorítimo e pronto: ninguém mais te vê nelas.

Facebook, Google, Instagram, LinkedIn, etc. Todos já fizeram isso e vão continuar fazendo. Afinal, o que eles querem é que você pague para aparecer para os seus usuários.

Por isso, se você tem uma negócio ou quer utilizar a internet para promover a sua marca pessoal ou negócio, você precisa ter um website.

Dito isso, vou comentar um pouco abaixo sobre os tipos mais comuns para que você tenha um objetivo claro na hora de criar um site.

Esse artigo faz parte da série Como Criar um Site. Uma série para iniciantes de como criar um site do zero.

1 – Site Institucional

De forma simples, os sites institucionais são aqueles de alguma – não surpreendentemente – instituição.

E o que são instituições?

Qualquer empresa, governo, organização ou grupo.

Os sites institucionais servem, em primeiro momento, como fonte de informações sobre a organização, mas também pode:

  • Viabilizar o contato com a instituição através de formulários ou chats
  • Demonstrar as notícias e eventos relacionados
  • Disponibilizar download de documentos
  • Facilitar inscrições ou registro

Alguns exemplos de tipos de sites institucionais:

  1. Empresa: Melvin
  2. Escola: UFMG
  3. Organização não governamental: GreenPeace
  4. Governo: Brasil

2 – Blog

Os blogs consistem em websites que compartilham conteúdos – como artigos, notícias, imagens, vídeos ou áudio – com certa peridiocidade.

Nesse estilo, podemos também colocar na categoria ‘blog’ sites como portais de notícia.

Esse tipo de site é muito utilizado para quem quer compartilhar algum conhecimento ou interesse com outras pesoas.

Além disso, é a principal estrutura para estratégias de marketing digital.

Sabe por que?

Através da disponibilização de conteúdo você consegue:

  1. Ser encontrado(a) por pessoas através dos mecanismos de busca (como o Google)
  2. Tem a oportunidade de já ajudar alguém que precisa da informação que está passando
  3. É legitimado(a) por seu conhecimento
  4. Se torna referência na área que desenvolve os conteúdos
  5. É procurado(a) pelas pessas em vez de ter que ir atrás delas para fechar negócios

Vou comentar um pouco mais sobre esse processo na parte de conteúdo desse artigo.

Exemplos de blogs:

  1. Blog pessoal: André Lug
  2. Portal de notícias: The Next Web

3 – Portfólio

Se você desenvolve algum tipo de trabalho e quer compartilhar com outras pessoas para que elas possam verificar e validar suas habilidades, então portfólio é sua opção desejada.

Basicamente, a criação de um website do tipo portfólio é mais indicada para pessoas físicas.

Não significa que empresas não tenham um portfólio para mostrar, mas essas podem mostrar essas informações nos seus sites institucionais.

É muito comum que portfólios sejam feitos em apenas uma página.

Quando mais objetivo e fácil para visualizar os projetos e trabalhos anteriores, melhor.

É também um ótimo local para ter um formulário de contato e uma maneira de baixar o currículo.

Exemplo de portfólio:

  1. Ator e cineasta: Matheus Gepeto

4 – E-commerce / Loja Online

A criação de um ecommerce, devo dizer, é a parte mais fácil de se ter uma loja online atualmente.

Existem muitas opções excelentes e simples de se configurar. O difícil acaba sendo como levar para o site os usuários mais propensos a comprar.

Lojas online podem conter um único produto, mil produtos ou até mesmo um supermercado inteiro.

E-commerces podem até não vender produto nenhum.

Como acontece isso:

É possível criar apenas catálogos de produtos ou serviços que podem ser selecionados pelos usuários para pedir um orçamento.

Exemplos de e-commerces:

  1. Venda de um único produto: Carvvo
  2. Loja online de roupas: Nephew
  3. Catálogo de produtos: Engeloc

5 – Venda de infoprodutos

Já há alguns anos que infoprodutos crescem imensamente.

O que é um infoproduto?

Cursos online, e-books, audiobooks ou qualquer outro tipo de produto que é digital. Escrevi esse artigo sobre infoprodutos no meu blog pessoal.

A venda de produtos digitais pode ocorrer de muitas maneiras. Alguns dos conceitos e tipos:

  • Landing pages
  • Funis de vendas
  • Webinários
  • Lançamentos
  • Área de membros
  • Afiliação

Esse tipo de website tem como objetivo principal a exposição de determinado produto para a sua venda – muitas vezes em sequências de páginas num formato funil.

Exemplo de infoproduto:

  1. Venda de curso online: Autonomia Profissional

Conclusão

Naturalmente, existem outros vários tipos de websites, porém esses são as aplicações mais comuns e são os tipos que vamos focar nessa série.

Ao longos dos artigos da série como criar um site vou te ensinar a criar um site de cada um desses tipos.

Esse primeiro artigo tem como objetivo te mostrar que a primeira coisa que devemos ter clareza é o por quê de ter um site.

Sem o entendimento do que queremos atingir com os websites é muito difícil ter qualquer resultado de verdade com eles.

Se você está no caminho expresso, então já é hora de por a mão na massa. Contudo, para os outros caminhos ainda temos uma parte teórica bem bacana para seguir.

Divirta-se!

Gostou do artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on whatsapp
WhatsApp
André Lug

André Lug

Apaixonado por design e desenvolvimento de websites. De vez em quando gosta de escrever sobre produtividade, como é ser um freelancer e algumas reflexões da vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou?

Junte-se às mais de 2 mil pessoas que acompanham as novidades no mundo do design e desenvolvimento web!